Justice is dirty | 正義が汚れています

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Justice is dirty | 正義が汚れています
Lauts em Dom 17 Jan 2016, 00:56

#001 - A Different Justice
Prólogo

O dia estava chuvoso, e acordava sete horas da manha após o relógio despertar. Levantava e então bebia meio copo de café e em seguida começava a me arrumar e pegava minha mochila, e seguida andando até o caminho da escola.
 
Chegava até a escola e pelo oque eu via parecia que o assunto de hoje seria Pokémon, pois poderia ver um estoque cheio de Pokébola que não aparentavam ser vazias era encontrada logo no portão — Não estou afim — Dizia enquanto virava as costas para escola e saia andando pela ilha de Cinnabar até um cassino próximo... — Esse é meu ultimo! — Dizia já sendo onze horas da manhã colocando minhas ultima moeda na maquina, mas como todas tentativas eu falhava e então saia daquele lugar com meu bolso vazio, começava a pensar porque as pessoas usavam os Pokémons para lutar um contra ao outro, eu era contra disso talvez eu nunca fosse um bom treinador por esse motivo.
 
Meses se passaram, e eu recebia um convite para participar de uma organização cujo nome era "Justiceiro", pelo visto as informações dos assassinatos dos meus pais já tinham chegados até eles, mas eu começava a ler carta e não parecia ser muito interessante.  Após ler a carta parecia que eu tinha mudado totalmente de ideia, pois eu via que as organizações criminosas estavam fazendo experimentos com os Pokémons e arriscando a vidas das criaturinhas e ainda causando medo para as pessoas do mundo inteiro.
 
Estava na embarcação onde estava em rumo ao norte, indo até Pallet Town. Não demorava muito e já estava pisando em terras diferentes, a terra parecia ser mais macia do que Cinnabar, mas não era hora de começar a reparar e então seguia andando até o laboratório citado na carta. Chegando ao laboratório eu batia na porta não muito forte e o Professor Oak logo me atendia — Eles estavam esperando por você! — Dizia Oak parecendo já saber quem eu era, ele me levava até ao laboratório aonde no fundo parecia ter umas escadas aonde levava ao subsolo.
 
Descia até lá, e via uma mesa aonde tinha um aparelho que não parecia ser comum para mim. Curioso me aproximava mais quando de repente uma luz azul acendia e parecia ter um holograma de um cara sentado em uma cadeira com um capuz cobrindo toda sua cara. Após alguns minutos se apresentando e explicando sobre as regras da organização ele sumia, e andava até um armaria aonde possuía algumas Pokébolas e embaixo os nomes dos Pokémons então eu pegava de cara o Riolu que era um Pokémon raro de se encontrar por aquela região, liberava ele de sua Pokébola e então dizia as minhas primeiras palavras como um Justiceiro — Seja bem vindo ao mundo, Kaos! —  E a aventura continua...


Thanks Tess


Última edição por Lauts em Seg 18 Jan 2016, 10:37, editado 1 vez(es)


Narrador
avatar
Idade : 16
Data de inscrição : 16/01/2016
Número de Postagens : 52

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Admin Master em Dom 17 Jan 2016, 16:40
*----* Pode continuar...
Administradores
avatar
Idade : 19
Data de inscrição : 29/11/2015
Número de Postagens : 174

Ver perfil do usuário http://poketalles.rpgdynasty.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Lauts em Dom 17 Jan 2016, 22:52

#002 -  Help, Save our new partner!
Vs. Beedrill


A madrugada por aquela cidade era diferente do que Cinnabar, na ilha a única coisa que iluminava aquela escuridão era apenas a lua e as estrelas já aqui tinha vários postes. Andava pela cidade, já estava ficando entediado quando de repente achava um beco bem escuro e no mesmo entrava nele e abria o mapa que tinha pegado no laboratório e começava a procurar por um cassino.
 
Pelo visto não havia nenhum cassino em Pallet Town, mas eu lembrava que tinha um bem famoso na cidade de Celadon que era longe do lugar onde estava ali mesmo onde estava me encostava a minhas costas no muro e em segundos pegava no sono... Acordava era em torno das cinco horas da manha, tinha dormido apenas duas horas, mas era oque eu precisava para recuperar um pouco de minha energia, me levantava com as pernas meio bambas e pegava minha mochila e seguia andando até o centro da cidade.
 
Chegando ao centro da cidade, eu encontrava um banco para sentar — Kaos se divirta um pouco! — Dizia liberando Riolu para fora de sua Pokébola e então ele começava a correr de um lado para o outro tentando chamar atenção dos outros Pokémons, não demorava muito para que ele fizesse novas amizades. Já eu pegava uma enciclopédia de Kanto e então começava a estudar os Pokémons que tinha em nossa região... Passavam-se algumas horas e já tinha decorado toda a lista de Kanto a primeira geração, eu me levantava e olhava de um lado para o outro procurando pelo Riolu e não conseguia encontra-lo.
 
— Kaos! — Gritava o nome dele quando de repente sentia algo em minhas costas e quando me viro para traz eu vejo Riolu sentado nas costas do banco balançando suas pernas parecendo estar cansado de tanto correr — Rio-Rio-Lulu! — Dizia o pequenino enquanto caia em meus ombros, rapidamente eu o retornava para sua Pokébola pra que pudesse descansar um pouco. Aquela cidade era tão pacifica que chegava a ser enjoam-te então decidia dar continuidade a minha jornada indo para o norte (Route 1). Chegava ao portão da cidade então olhava para a Route 1 que era apenas um matagal e arvores plantadas para todo o lado que não parecia ter fim. Preparava-me para entrar na Route quando de repente ouvia alguns gritos — VEEE... VEE!!! — e um tempo depois um Pokémon vindo em minha direção que não estava na enciclopédia e rapidamente mirava minha Pokédex nele e as informações eram coletadas:
 

Larvesta
Larvesta é um, traça larva-como Pokémon confuso. Ele tem olhos azuis em um rosto sombreado. Sua juba branca de fuzz engloba a cabeça e metade superior de seu corpo, enquanto sua metade inferior é marrom. Ela tem três pares de pequenas pernas negras. Há cinco laranja, chifres ligeiramente whorled nas laterais de sua cabeça, que ele pode usar para cuspir fogo como uma tática defensiva para deter os predadores. Foi visto usando ele cospe fogo a partir desses chifres para voar. Ela vive aos pés de vulcões
 
Como pensado, aquele Pokémon não era de Kanto e sim de Unova, mas não sabia oque ela estaria fazendo aqui logo na Route um, mas eu não poderia perder minha chance ali, eu lutaria com ela — Kaos vamos a primeira batalha! — dizia liberando Riolu para batalha quando olhava a minha frente via que ele não estava ali, quando de repente sentia algo em minha costa e em seguida dizia assustado — Kaos?
 

 
— Socorro! — Gritava correndo de um lado para o outro com aquela Larvesta presa em minhas costas quando de repente Riolu montava em mim e começava a dar vários socos, mas como tinha sorte ele errava todos e me acertando — Rio-Rio! — gritava o Pokémon enquanto dava os seus socos, rapidamente com minhas mãos pegava os braços de Riolu em seguida colocava para frente de meu corpo segurando os seus braços e tentava acalma-lo. Riolu subia em uma arvore e então pegava um galho em seguida começava e cutucar em Larvesta que se soltava, o Pokémon parecia inofensivo não queria batalha, pois parecia estar paralisado pelo medo, mas não sabia oque tinha acontecido com ela. Larvesta estava ali no chão olhando para mim, mas não se movimentando, enquanto Riolu ficava no lado dela conversando. De repente Riolu parava e corria em minha direção me empurrando contra uma arvore — Oque foi Kaos? — perguntava para ele quando ele dizia nervoso — Lu-Riolu! — e apontava para o alto, levantava minha cabeça e então rapidamente via uma à abelha e então usava minha Pokédex novamente.

Beedrill
Beedrill se assemelha a uma vespa em sua maioria bípede; no entanto, tem apenas quatro pernas em vez de seis poços e carece de pigmento. Beedrill cabeça é redonda com a boca ligeiramente apontado, grandes, olhos vermelhos, e antenas na forma do número sete. Suas patas dianteiras são derrubados com ferrões, cônicas longas. Ele fica em suas duas outras pernas, que são longos, segmentado e insectoid em forma. Beedrill tem dois pares de asas arredondadas, veado, e outro ferrão em seu abdome listrado.
 
— Beedrill? — Dizia o nome daquele Pokémon que rapidamente voava em direção de Larvesta, talvez fosse isso porque aquele Pokémon estava paralisado, talvez estivesse indo perseguido por aquela Beedrill que parecia ser forte — Kaos... Ai está um adversário digno! — Dizia dando inicio a batalha contra aquele Pokémon selvagem.
 
  VS

 
— Kaos não deixe ele se aproximar de Larvesta, o afaste com seu Force Palm e quando ele vier em sua direção o ataque com Quick Attack.
"Beedrill voava em direção de Larvesta que estava sem condições de batalhar, mas rapidamente Kaos com as palmas de sua mão aberta batia uma na outra mandando uma energia em direção de Beedrill o acertando em cheio. Beedrill mudava seu alvo, com uma velocidade impressionante ia em direção de Kaos e em seguida começava a tentar fura-lo com seus ferrões, mas o pequeno lobinho era ágil e desviava se esquivando para traz em seguida sumia da visão de Beedrill e reaparecia a sua esquerda o atingindo com um ataque rápido".
 
— Se aproxime dele com seu Quick Attack e emende com Reversal!
"Beedrill ficava ali voando de um lado para o outro quando de repente parecia que sua agilidade iria aumentando um pouco, essa era uma de suas habilidades que poderia superar a velocidade de seu adversário. Novamente Kaos se aproximava da abelha em segundo e então com um salto de 125 cm girava seu corpo e acertando seu adversário com um poderoso chute o lançando contra uma árvore, mas Beedrill resistia e as pontas de seus ferrões pareciam estar com veneno ele corria em direção de Kaos para tentar injetar o veneno, Kaos defendia com seus braços causando pequenos cortes, mas o veneno não tinha contado com o sangue".
 
— Kaos agora Nasty Plot e Reversal!
"Kaos ficava ali parado fazendo nenhum movimento brusco, e Beedrill aproveitava àquela hora se aproximando do lobo em seguida o acertando com vários ferrões, mas Kaos parecia ignora-lo. De repente uma aura sombria circulava em volta de seu corpo, isso era o efeito do Nasty Post fazendo que o Pokémon forçadamente tivesse pensamentos ruins assim elevando seu ataque, Beedrill preparava para seu segundo ataque com seus ferrões, mas rapidamente era lançado com outro chute em uma arvore só que dessa vez com mais poder fazendo até uma rachadura no tronco".
 
— Vamos acabar com esta luta, Screech e depois finalize com seu Final Gambit!
"Kaos dava um grito ardente reduzindo assim a defesa de seu adversário, Beedrill lançava alguns dardos venosos em direção de Kaos, mas o Pokémon se esquivava indo para esquerda e para a direita. Esperava seu inimigo se aproximar enquanto começava a concentrar uma grande energia em seu corpo, Beedrill logo tentava acerta-lo com seus ferrões, mas era atingido por um soco de Riolu e em seguida Beedrill desmaiava e Kaos adormecia por causa de seu ultimo ataque, já que necessitava bastante de sua energia".
 

Wins

 
Pensei que a luta seria mais longa, talvez tivesse me enganado que aquele Beedrill seria um Pokémon bem forte — Descanse bem Kaos! — Dizia retornando Kaos para a Pokébola, e então ficava ali no lado de Larvesta e esperava ela acordar já que tinha dormido enquanto batalhava contra aquela Beedrill...
 
Passava-se alguns minutos e então ela iria se acordando e começava a olhar para mim — Bôô — Dizia sem intenção de assusta-la apenas brincando, mas rapidamente ela se levantava e não parecia estar assustado com minha presença, subia em meu ombro e dizia com uma voz bem baixa — Lar...Vesta! — a pequenina parecia querer entrar em meu time, com um sorriso grande eu a colocava no chão e então dizia enquanto tacava uma Pokébola vazia — Seja bem vinda, ao time... Cajuu!



Thanks Tess


Narrador
avatar
Idade : 16
Data de inscrição : 16/01/2016
Número de Postagens : 52

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
XzAmelia em Seg 18 Jan 2016, 12:35
Avaliação

Pontos positivos

- Boa ideia pra história
- Bom português
- Boa organização de texto

Pontos negativos

- A história se passa muito rápido
- A batalha se passa muito rápida

Nota: 4 Star
Moderador
avatar
Idade : 16
Data de inscrição : 30/12/2015
Número de Postagens : 59

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Lauts em Seg 18 Jan 2016, 15:42

#003 -  Lost in Hell's Forest
Vs. Heracross


Hoje talvez não fosse meu dia de sorte, e ficava pensando ali se aquele dia ainda tinha a piorar. Já fazia alguns dias que eu tinha entrada por aquela floresta e não conseguia achar a saída, parecia que ela não tinha fim se não fosse meus Pokémons eu já tinha entrado em pânico e não estaria vivo por ali.
 
— Oitavo dia... Preso aqui — Dizia ali sozinho mesmo não tendo ninguém que pudesse me escutar, voltava até a minha barraca que tinha montado com algumas varetas de bambu e alguns plásticos reforçados que tinha dentro de minha mochila. Já estava começando a ficar entediado, o mesmo dia se repetia em oito vezes e não conseguia fazer nada.
 
...
 
Uma semana se passava as baterias de meus aparelhos já tinham acabados e a única que me restava era a da Pokédex. Eu decidia procurar a saída mesmo se eu tivesse que caminhar quilômetros, mas eu acharia, em segundos eu desarmava a barraca e então pegava o plástico e guardava na minha mochila já as varetas eu deixava ali — Cajuu e Kaos me ajudem! — Dizia liberando meus únicos Pokémons em minhas mãos e então dizia a eles oque deveriam fazer. Larvesta começava a subir por aquelas arvores e como planejado ia até o topo, e oque ela via era surpreendente, como eu tinha pensado a gente estava em uma floresta sem fim, mas parecia que as quantidades de arvores diminuíam mais ao norte.
Confiava na visão de meus Pokémons e então começava a andar ao norte para ver oque eu encontrava, caminhando durante alguns minutos realmente via que o caminho era mais aberto não tinha mais aquele excesso de arvores a alguns passos atrás e olhando mais para frente dava de cara com um pequeno rio raso. Eu e Riolu entrávamos na agua, já que Larvesta era do tipo fogo ela optava por ficar ali relaxando naquela grama.
 
...
 
Minha pele começava a se enrugar por causa da agua então eu via que já estava na hora de sair e também tirava Riolu de lá também — Kaos se aproxime! — Ao poucos o pequenino lobinho iria se aproximando e percebia que eu tinha algo escondendo atrás de minhas costas e ele perguntava curioso — Rio-Rio-lu? — Eu explicava que era um item que eu tinha comprado no mercado antes de começar a minha jornada então confiante ele se aproximava de mim e com então abria suas mãos e entregava uma Lucky Egg para ele. Riolu pulava para um lado e pro outro com o item que Lucky Egg que tinha ganhado mesmo não sabendo pra que aquilo servia. Como costume Larvesta ficava em meu ombro e Riolu caminhava no meu lado direito já tinha escurecido e era de madrugada a gente tinha resolvido de achar a saída daquela floresta ainda hoje.
 
Caminhava por aquela noite sombria, mal conseguia ver oque tinha em minha frente, mas meus olhos já estavam se acostumando com aquela escuridão. Durante o caminho começava a escutar um barulho estranho, como se fosse um zumbido que não saia de minha orelha quando sentia um vento batendo em uma cara e isso não era comum já que o local estava cheio de arvores — Vocês viram? — dizia assustado após de ver um vulto parecendo bem na minha frente. Sem pensar duas vezes rapidamente virava-me para Larvesta e então dizia — Cajuu vamos lá, use seu Flame Charge! — Em volta do corpo da pequena Larvesta começava a aparece algumas chamas e finalmente iluminando todo aquele local, olhava para frente onde a gente estava indo e me de parava com um Pokémon, e rapidamente pegava minha Pokédex:
 

Heracross é um bípede, besouro-como Pokémon coberto por um exoesqueleto azul. Há um chifre longo, o pontada em sua testa. O chifre termina em uma cruz no masculino e uma forma do coração no feminino. Em ambos os lados do chifre é uma pequena antena com uma ponta esférica. Heracross tem oval, olhos amarelos. Seus antebraços tem um par de espigões, enquanto as coxas tem um único pico cada. Ele tem duas garras em suas mãos, e uma única garra longo em cada pé.
 
— Que sorte!? — Dizia sorrindo, pois o Heracross era um dos Pokémons que eu gostaria de ter em minha equipe quando de repente eu me deparava com um objeto apoiado em sua cabeça que parecia ser mais um headset —... Oque? Quando pensei que a sorte tinha chegado ao meu lado, estava enganado! — falava ao perceber que aquele Heracross não era um Pokémon selvagem, e parecia que seu treinador estava passando informações por aquele aparelho e não deveria estar muito longe daqui, já que ele precisaria ver a cena da batalha.
 
Mas talvez ele não queira batalha contra o meu Pokémon, quando ouço um zumbido vindo daquele headset talvez o seu mestre estivesse passando as ordens e de repente aquele Heracross voava em minha direção mirando seu chifre bem no meu peito. Sem nenhuma ordem Larvesta pulava em minha frente com intenção de ser atingida, mas de repente Riolu pulava na frente de sua amiga e então desviava o ataque de Heracross com um chute — Certo... Vamos acabar com essa palhaçada, acabe com ele Kaos! — Dizia já com raiva daquele Heracross e de seu treinador que estava escondido em algum lugar dessa floresta, pois se não fosse pelo Riolu a Larvesta poderia estar gravemente ferida.
 
  VS
 
— Kaos... Espere ele vir até você e use seu Counter!
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"Antes de se aproximar de seu inimigo, Heracross jogava várias sementes em direção de Riolu que tentava desviar, mas não conseguia já que era uma enorme quantidade. Heracross descia com toda sua velocidade e com o seu chifre mirado em Riolu pronto para perfurar seu corpo, o pequeno lobo esticava suas mãos em direção de Heracross e quando sentia o vento se aproximando agarrava o chifre de seu inimigo e então o rodava e o jogando contra uma parede, assim counterando o seu ataque".
 
— O ataque por traz, e o acerte com um Reversal.
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"A batalha entre os dois Pokémons estavam bem disputadas, ambos ali parados esperando o primeiro se mover. Riolu não aguentava ficar ali parado e corria em direção de Heracross que não estava muito longe do solo, se aproximando o Pokémon dava um salto e em seguida tentava um chute, mas Heracross e bloqueava o chute de seu adversário com seu chifre em seguida reaparecia por traz do lobo e dava um soco em sua nuca".
 
— Quando ele chegar perto de você, o atinja com o Force Palm!
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"Heracross ouvia a ordem de seu mestre e então pousava um pouco no solo, mas ainda com suas asas batendo com força, rapidamente corria em direção de seu adversário pronto para atingi-lo com um ataque rápido, mas Riolu estava a sua espera e concentrando a energia em suas mãos a batia uma na outra mandando uma onda de choque em direção de Heracross e o mandando para longe, mas ele parecia se controlar graças as suas asas".
 
— Screech... Vamos ganhar essa batalha...
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"Com seus punhos prontos o inseto voava em direção do lobo e então tentava dar vários socos, mas Riolu era ágil e desviava, mas era impossível desviar de todos com aquela agilidade que Heracross tinha aquela era uma boa hora, Riolu ajeitava a sua garganta e então dava um enorme grito bem no ouvido de Heracross que então ia se afastando com muita dor isso deixando a sua defesa um pouco aberta".
 
— Desculpe Kaos... Nasty Plot, vamos lá!
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"Heracross ainda estava recuado após o grito de seu adversário, enquanto isso uma aura sombria circulava em volta de Riolu e de repente o pequenino não parecia mais ser o mesmo. O inseto se aproximava de Riolu pronto para acerta-lo com um chute, já Riolu optava por ser atingido pelo ataque assim ficava ali parado e era jogado contra uma arvore".
 
— Mostre como você cresceu... Riolu Quick Attack!
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"Quick Attack era um dos movimentos básicos que Riolu tinha e também os mais fracos, o chifre de Heracross parecia crescer um pouco isso era o efeito da habilidade que tinha usado e rapidamente ele voava em direção de seu adversário que em segundos sumia de sua visão, Heracross parava ali no meio do caminho e olhava para um lado e pro outro e de repente Riolu reaparecia em sua frente e o acertava com um ataque rápido, só que com uma força bem amis brutal".
 
— Vamos acabar com isso, Final Gambit!
*XXXXXXXXXXX* — Chiava o headset
"A batalha parecia estar chegando ao fim, mas Heracross ainda não parecia ter desistido. Rapidamente voava em direção de Riolu e em seguida o tentava acertar com um chute mas o lobo estava com uma força surpreendente e parava o ataque de seu adversário apenas com sua mão esquerda, e ainda segurando a perna de Heracross, com sua mão direita Riolu acertava o inseto bem na cabeça o mandando para o ar já desmaiado".

Wins
 
Riolu não tinha força suficiente para continuar de pé e após de derrotar seu adversário o pequeno caia no chão — Kaos... Você foi brilhante, descanse um pouco! — Dizia enquanto retornava o meu Pokémon para sua Pokébola, mas ainda deixava Larvesta no meu lado por segurança. Olhava para aquela Heracross e então me aproximava mais e pegava aquele Headset e então colocava em meu ouvido, mas parecia que ele tinha quebrado após o ultimo ataque de Riolu quando de repente o Pokémon saia da minha frente após uma luz vermelha, o seu treinador estava a minha direita com uma cara de assustado e suas palavras antes de sair correndo dizia — Vocês justiceiros, irão pagar por tudo o que estão fazendo! — eu via o cara correndo quando me lembrava de que aquele uniforme que estava usando era o Uniforme Policial de Kanto, e tinha ouvido uma historia que os Justiceiros e Policiais não se davam bem.
 
— Será que...? — Dizia enquanto seguia as pegadas daquele homem que tinha batalhado a minutos atrás até que de repente eu via que as arvores iriam se apagando e mais para frente havia uma enorme cidade. Antes de eu procurar briga com outros treinadores, eu iria até o Centro Pokémon e cura-los em seguida continuaria minha jornada.


Thanks Tess


Narrador
avatar
Idade : 16
Data de inscrição : 16/01/2016
Número de Postagens : 52

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Sayu em Ter 19 Jan 2016, 19:28
Válido
4 Star


Pontos positivos

- História envolvente e criativa
- Bom português
- Boa organização de texto



Pontos negativos

- A história se passa muito rápido.


Administradores
avatar
Idade : 19
Data de inscrição : 30/12/2015
Número de Postagens : 140
Localização : SC-Brasil

Ver perfil do usuário http://poketalles.rpgdynasty.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Lauts em Sex 05 Fev 2016, 21:43

#004 - Time to hunt - Part 1
Vs. Rocket's



Enfim tinha encontrado a cidade após aquela terrível e gigante floresta, eu e meus Pokémons estávamos exausto após a batalha contra o Pokémons daquele policial que parecia me odiar... Ficava ali pensando durante alguns segundos porque o motivo dos policiais odiarem nós justiceiro, então me esquecia disso e procurava pelo mapa um Centro Pokémon mais próximo para levar meus companheiros já que estavam com grandes ferimentos por todo seu corpo.
 
– Já estamos chegando! – eu dizia ali sozinho.
 
Parecia que uns dias por aquela floresta eu já estaria louco, pois sem percebesse eu estava ali falando sozinho... Passavam-se exatamente uma hora e então tinha encontrado o Centro Pokémon, só que aquele parecia ser diferente, pois ele era bem maior do que a cidade aonde eu tinha começado a minha jornada semanas atrás, abria a porta fazendo o barulho de um som de sino com alguns instrumentos que estavam acima da porta que dava pra ouvir ao se movimentar. Por dentro aquele Centro Pokémon era ainda mais surpreendente, parecia ter um segundo andar algo que eu não tinha percebido pelo lado de fora e se encontrava alguns computadores à direita aonde a enfermeira Joe cuidado dos Pokémons, me aproximava da atendente em seguida colocava o nome de meus parceiros para que eles pudessem ser atendidos.
 
– Com licença... Tive uma batalha longa junto com meus Pokémons e aqui estão eles! – eu dizia enquanto olhava para trás da atendente, aonde tinha vários Pokémons machucados.
 
– Claro... Espere por alguns minutos – dizia a jovem enquanto recolhia os Pokémons.
 
Conseguia ver que iria demorar um pouco até que os meus Pokémons voltassem até a mim, então decidia ir explorar a cidade até que eles estivessem curados. Saia pela porta do Centro Pokémon quando de repente eu via uma garota que parecia ser da minha idade e com uma roupa fora do normal e um urso de pelúcia que parecia ser inspirado no Pokémon Teddiursa.
 
– Eu já a vi em algum lugar... Mas aonde? – eu sussurrava.
 
Continuava a pensar pelo assunto enquanto eu andava pela cidade, parecia estar no centro dela, pois conseguia ver várias lojas aberta e barraquinhas para todo o lado e vários policias isso me deixando incomodado um pouco. Mas não teria como eles descobrirem que eu era um justiceiro, e ficava me perguntando se eles me descobrissem se eu era um, eu seria preso?
 
Começava a suar pelo fato de eu ser um justiceiro, mas talvez aquilo deixasse mais ainda que eu fosse um, tentava em relaxar aos poucos e então tendo sucesso e saia daquele local e continuava a andar. Andando um pouco ao norte eu avistava um prédio gigante que parecia ser o maior daquela cidade e então começava a pensar se aquilo seria um hotel ou algo do tipo, pedia informações para as pessoas que passavam pela rua e então descobriam que aquilo era um orfanato onde crianças e Pokémons abandonados viviam juntos. Até que aquela ideia de Pokémons e criança viverem juntos não era muito ruim, talvez aquilo pudesse ajudar para que não houvesse batalhas em nosso futuro mundo. Olhava ao relógio e parecia que meus Pokémons estariam prontos há alguns minutos, e então decidia a ir em direção ao hospital quando de repente via um homem fumando um charuto em sua mochila havia uma roupa aonde parecia ser escura e similar ao uniforme da Equipe Rocket, mas não tinha muita certeza, pois não tinha visto o R na roupa que era bem conhecida daquela organização maléfica. Parava-me ali mesmo e então me encostava à parede de uma loja e eu ficava ali observando e então via aquele homem entrando no orfanato.
 
– Será que ele realmente é um Rocket? – sussurrava.
 
– Disse algo jovem? – dizia uma senhora enquanto olhava para minha cara.
 
– Não... Nada não, só estou fazendo algumas contas aqui – dizia mentindo.
 
Em seguida dava uma longa risada para tentar acrescentar minha mentira quando em segundos ela ia embora, começava a me perguntar quem seria aquela senhora, quando de repente eu via quatro membros Rocket entrando naquele mesmo orfanato aonde aquele homem com um charuto havia entrado. Não tinha certeza oque estava acontecendo ali, eu não sabia se aquilo realmente seria um orfanato ou talvez fosse um esconderijo da Rocket, de repente eu via uma fumaça saindo da porta de entrada após uma explosão deixando a rua deserta após todos correrem e se esconderem. Realmente eu sabia oque estava acontecendo por ali, era um ataque daquela organização maléfica, mas não tinha nenhum Pokémon as minhas mãos, olhava ao topo do prédio que ficava a 235metros e conseguia ver o homem que tinha visto há minutos atrás, e em seguida via um helicóptero que parecia a empresa de um canal de televisão rapidamente me adentrava dentro da loja e começava a ver oque estava acontecendo.
 
Realmente era um ataque da Equipe Rocket e eles pareciam querer levar todos os Pokémons e dinheiro que aquele orfanato tinha lá dentro e não queriam que nenhuma viatura militar se aproximasse daquela rua se não iriam jogar duas crianças que eram filhos do homem que fundou orfanato que estava lá no ultimo andar junto com o homem que era líder daquela missão.
 
Olhando um pouco mais atento ao orfanato eu via uma garota desesperada na porta daquele prédio, e não demorava muito a perceber que era a mesma garota que eu tinha encontrado no Centro Pokémon, mas não era hora eu ficar pensando sobre aquele assunto rapidamente eu iria me aproximando do orfanato.
 
– Que saco... Tomara que ninguém descubra minha presença – sussurrava.
 
– Lauts? – dizia a garota.
 
A garota parecia me conhecer e então ficava ali olhando para ela, mas eu não se lembrava de ninguém, e ela ficava ali calada, talvez ela não tivesse falado nada e eu estava escutando coisas e não demorava muito para que eu entrasse no orfanato...
 
Aproximava-me um pouco da porta e então olhava para uma sala que havia a minha direita e eu via que as crianças estavam todas lá e um homem com uma pistola na mão onde estava as ameaçando. Tentando ser silencioso iria erguendo os meus pés aos poucos então tirava meu tênis e em sua sola pegava uma faca que eu tinha pegado de meus pais, em seguida pegava uma moeda que tinha em meu bolso e no mesmo jogava em direção da porta aonde ela começava a rodar fazendo barulho e chamando a atenção do Rocket. O homem se aproximava da porta e rapidamente eu dava um chute o afastando dali e então rapidamente fechava a porta para que não houvesse problemas a aquelas crianças após verem aquelas cenas, o Rocket iria se levantando, mas eu não poderia deixar rapidamente eu jogava o meu corpo em sua direção e em seguida com minha faca o atingia no estomago e sujando minha mão toda então jogava pela janela isso o fazendo com o impacto já no quinto o andar fazendo esmagar contra o chão. Antes de joga-lo pela janela eu pegava um objeto em suas mãos que eu tinha pegado após ele apertar, via que era um dispositivo que estava alertando os outros Rocket que tinha algo de errado.  Abria a porta onde estavam as crianças e via que não tinha mais ninguém ali e ainda restavam apenas quatro.
 
Talvez isso não seja entediante – dizia sorrindo.
 
Aquele Rocket parecia não ter nenhum Pokémon então eu via que seria um novato e talvez os outros quatros tirando o líder também seria, e dava inicio para a caça. Estava fora do normal, sentia mais alguém dentro do meu corpo, mas eu ainda estava ao controle dele e batia um sentimento bom ao ver aquele homem horrível enquanto sofria. Subia até o 15º e já avistava outros dois deles enquanto corria de um lado para o outro e como eu tinha pensado não havia nenhum Pokémon em suas mãos e seria fácil derrota-los, sem nenhum medo eu começava a andar em direção deles assobiando, então começava a dar aquelas risadas assombrosas como esperado eu era cercado aonde os dois com suas pistolas encostando-se a minha cabeça. Em segundos começava a estudar a pistola que eles carregavam e pareciam não ter travas então esperava mais a movimentação de seus dedos, os ouvia dizerem pelo radio e tinha ordem para me matar e rapidamente chegava a hora certa quando eles começavam a movimentar seus dedos rapidamente me agachava em com minhas duas mãos eu movimentava a direção de seus tiros isso o fazendo os fazendo atirarem um no outro em áreas vitais. 
 
– Me espere... Eu estou chegando – dizia já não sendo eu.
 
Realmente não era eu mais que estava controlando meu corpo, começava a correr com o sangue dos três que eu tinha abatido e sim chegando até o topo do orfanato. Não era uma vista muito agradável, já que o líder estava com aqueles dois garotos que estava preste a joga-los se eu me movimentasse. Eu tentava não se movimentar, mas meu corpo me ignorava e partia para em cima do líder que soltava aqueles dois.
 
– Agora é com você – dizia uma voz vindo de meu cérebro.
 
Não pensava duas vezes então ignorava o líder e no mesmo saltava em direção daqueles dois, e conseguia alcança-lo e talvez fosse um milagre se um de nós conseguisse sair vivo. Começava a pensar oque seria de meus Pokémons se eu morresse naquele local, mas eu não poderia deixar aquelas duas crianças morrerem por minha causa. Então eu pensava em um jeito de salva-la, elas iriam se ferir, mas continuariam vivas.
 
– Fechem os olhos! – ordenavam elas com um grito.
 
Quando eu percebia que elas fechavam seus olhos eu pegava o corpo de um então esperava a hora certa e jogava contra a janela e no mesmo quebrando o vidro, já estava no sétimo andar e não me restava muito tempo pegava a segunda e jogava novamente e conseguindo com sucesso. Enfim aquela era a hora de eu morrer, pois tinha cometido muitos pecados e o ultimo era de ter tirado três vidas mesmo sendo vilões, e via que o chão estava próximo quando de repente via uma criatura se aproximando de mim enquanto casas eram sendo rasgadas pelas suas asas e de repente ela estava embaixo de mim e me pegava com sua boca escondendo seus dentes.
 
Ali dentro fedia, pois estava dentro da boca daquele Pokémon ele ali me colocava no chão e ambos ficavam olhando fixamente um para o outro. E via que tinha um papel em seus pés, rapidamente eu pegava e tinha apenas uma linha sem acabar escrito.
 
– Boa Sorte com seu novo companheiro! – lia em voz alta.
 
Olhava para aquele gigante Pokémon que parecia ser um dinossauro com asas e rapidamente eu pegava minha Pokédex e então mirava nele e via que não estava errado e realmente era um dinossauro com asas, mas ele era mais conhecido como Aerodactyl.


Aerodactyl é um Pokémon réptil, bípede com grandes asas, membranosas. Tem pontiagudo ouvidos e uma expressão feroz com os olhos intensos. O focinho é ondulada, com uma boca aberta e forte mandíbula cheia de dentes serrilhados. Seu corpo é coberto de pele luz violeta-cinza com asas violetas. As asas de Aerodactyl consistem de uma membrana de correr a partir do lado do corpo para a ponta de um dedo alongado. As mãos agarradas na curva de cada asa permitir que ele agarrar objetos. Um cume corcunda-como cresce a partir de sua parte de trás e tem uma cauda forte, com ponta de seta. Seus pés talon-like são capazes de escavar para cima e segurando firmemente a sua presa em vôo.
– Não temos horas para apresentações, Aero leve até ao topo – dizia já o apelidando.
 
Rapidamente eu pulava em suas costas e então tentando não o sujar de sangue eu deitava, enquanto ele voava até ao topo do orfanato, de repente o homem começava a disparar vários tiros em direção de Aero e como ordenados eu o mandava ficar voando em zig-zag até as balas de eles acabarem. O homem desistia após suas balas acabarem e rapidamente pegava sua Pokébola e rapidamente libertando seu Pokémon, ali ainda em cima de Aero rapidamente eu pegava minha Pokédex e no mesmo mirava naquele Pokémon.
Fearow é um Pokémon aviária grande, principalmente marrom com um pescoço vulturine e largos, asas poderosas. Ele tem uma longa, apontou, bico-de-rosa e um barrete vermelho decorativo em cima de sua cabeça. Seus olhos estreitos têm muito pequenos alunos, e não parecem ter íris coloridos. Tem felpudo, penas na base do seu pescoço e cobrindo a parte superior das asas. Estas penas são de cor creme, assim como as pontas de suas penas de vôo. Suas garras afiadas garras são cor de rosa, com três dedos apontando para a frente e um apontando para trás.
– Você não irá estragar meus planos moleque! – dizia o Rocket.
 
– Não ouvi direito... Mas acho que já estraguei – sussurrava para ele.
 
A batalha seria difícil, pois eu não sabia oque Aero era capaz de fazer contra aquele Fearow que parecia já ter experiente nas batalhas, pois tinha várias cicatrizes em volta de seu corpo. Aero não me conhecia muito bem, mas eu via em seus olhos que ele estava pronto para lutar por mim então eu me preparava para a luta e então pulava para dentro do prédio e fazendo com que a luta começasse.
 
  VS
 
– Aero, mire seu Ice Fang nas asas de seu adversário – eu dizia.
– Fearow corra dele, Agility! – dizia o Rocket.
"A batalha dava inicio com o movimento daquele gigante Pokémon pré-histórico que estava entusiasmado com sua primeira batalha que seria contra aquele terrível Rocket. Rapidamente ele voava em direção de Fearow e abria sua boca que começava a sair uma fumaça e seus dentes a ter uma coloração de ciano e rapidamente ele tentava uma mordida, Fearow era bem mais ágil e corria de um lado para o outo isso fazendo com que o ataque deu se inimigo falhasse".
 
– O ataque de frente com seu Drill Peck, vá logo! – dizia o Rocket.
– Aero o atinja com um Ancient Power – eu dizia.
"Fearow decidia contra atacar e então voava para longe de seu adversário para pegar velocidade e então começava a bater suas asas, rapidamente paravam elas e isso descendo em direção de Aero com seu bico girando similar a uma furadeira, o gigante dinossauro ficava ali parado esperando a hora certa quando via que seu adversário chegava a uma distancia de 3 metros rapidamente uma aura em forma circular aparecia em sua boa e no mesmo jogava contra aquele pássaro que era lançado até um prédio vizinho".
 
– De um pouco de energia a ele, Thunder Fang! – eu dizia.
– Essa será a nossa chance, Fearow Drill Run – dizia o Rocket.
"Aero estava bem confiante em vencer sua primeira batalha contra seu adversário então sem saber oque o próximo ataque de Fearow poderia fazer ele voava em sua direção, abria sua boca em seguida conseguia morder as asas de Fearow com toda sua força e no mesmo o fazendo cair no solo com algumas faíscas em sua asa por causa do choque que Aero estava sobrecarregando em sua mandíbula. O Rocket com suas mãos ágeis rapidamente lançava um objeto com um liquido dentro que começava a se espalhar pelas asas de seu Pokémon, enfim era uma Poção de cura que em segundos deixava Fearow melhor do que antes de iniciar sua batalha. O pássaro se levantava do chão e então batia as suas asas fazendo toda a poeira dali levantar e então começava a dar ligeiros giros enquanto ia em direção de Aero, rapidamente o Pokémon pré-histórico começava a tomar distancia de seu adversário e então dava um giro desviando de seu ataque".
 
– Fearow voe o mais alto, e mostre seu Aerial Ace! – dizia o Rocket.
– Não o deixe o aproximar de ti Aero, Hyper Beam – eu dizia.
"Fearow começava a voar o mais alto até conseguia, uns 27 metros acima do prédio onde nós dois estava lutando, rapidamente ele se disparava em direção de seu adversário com suas asas brilhando parecendo que elas ficaram mais duas, enquanto isso Aero ficava ali na tua carregando sua energia  pronto para atacar seu adversário mas precisaria de um longo tempo para poder atingi-lo, Fearow era bem ágil e então chegava ao lado de seu adversário em seguida o atingia com sua asa bem nas costas de Aero que ainda estava concentrando uma grande quantidade de sua energia naquele ataque".
 
– Agora é a hora Aero, dispare seu ataque! – eu dizia.
– Fearow saia de perto, Agility! – dizia o Rocket.
"Parecia que Aero já estava com seu ataque pronto para ser disparado, mas ainda estava mirando em seu adversário que não parava de se mexer, mas seus reflexos eram bons e parecia que já tinha se acostumado com a movimentação de seu adversário e rapidamente lançava toda sua energia a direita de Fearow, se o pássaro ficasse parado ele não seria atingido pelo ataque de seu adversário, mas era tarde demais já que ele estava no ar e não tinha força suficiente para parar sua movimentação e então era atingido pelo ataque de Aero".
 
– Vamos lá, ataque com toda sua velocidade... Fury Attack! dizia o Rocket.
– Bote medo neles, Scary Face – eu dizia.
"A batalha parecia que ainda tinha muitas rodadas a continuar já que nenhum Pokémon aparentava estar cansados e com graves arranhões, Fearow voava em direção de Aero e com o seu bico já brilhando tentava furar diversas vezes, mas Aero recuava seu corpo para traz e então conseguindo sair dos ataques de seu oponente, mas quando via que seria o ultimo de Fearow logo ele olhava para os olhos de seu adversário e fazia uma cara assustador me assustando junto com seu adversário e então fazendo com que Fearow recuasse e voltasse perto de seu treinador que era aquele Rocket".
 
– Queime a mente dele... Fire Fang! – eu dizia.
– Não tenha medo desses Pokémon de merda... Growl! – dizia o Rocket.
"Aero já tinha feito o seu adversário sentir como era ser eletrocutado bem em suas asas e dessa vez parecia que ele iria fazer Fearow sentir um pouco da dor de ser queimado junto com os seus dentes. Rapidamente o Aero voava em direção do pássaro que começava a rosnar tentando fazer que seu adversário recuasse e deixando seu ataque para traz, mas Aero não dava nenhum passo para traz e continuava a seguir em direção de Fearow em seguida não o perfurando muito o atingia com uma mordida bem quente na cabeça de seu adversário".
 
– Fearow seu inútil, sabia que não deveria ter pegado você... Peck! – dizia o Rocket.
– Take Down, o jogue para cima – eu dizia.
"O Rocket começava a falar mal de seu Pokémon isso o deixando menos atento e então fazendo com que seu espirito de luta abaixasse completamente, mas ele não desrespeitava seu mestre e voava em direção de Aero pronto para atingi-lo com uma bicada enquanto Aero fazia o mesmo só que iria utilizar outro ataque. Quando ambos se aproximavam Aero mudava a altura e então voava para baixo pronto para atingi-lo no estomago em seguida Fearow fazia o mesmo, era muito tarde para que Aero voasse para baixo novamente em seguida era tingido por uma bicada quase perfurando em seu olho".
 
– O atinja com Crunch – eu dizia.
– Continue com seu Peck, vá Fearow! – dizia o Rocket.
"A batalha parecia já estar chegando ao fim, pois ambos já estavam exausto e mesmo que Aero tenha acertado vários golpes em seu adversário a batalha estava bem empatada já que o corpo de Fearow era bem resistente. Ambos voavam em direções diferentes prontos para uma colisão, rapidamente o bico de Fearow começava a brilhar enquanto poderia se ver a boa de Aero começava a se mudar e quando o dinossauro abria sua boca rapidamente seus dentes ficaram maiores para seu ataque, ele logo movimentava seu pescoço desviando da bicada de Fearow em seguida com uma abocanhada pegava o corpo de Fearow e jogava em direção do Rocket".
 
– Fearow o atinja com um Fury Attack – dizia o Rocket.
– Aero bate de frente com ele, Iron Head! – eu dizia.
"Fearow preparava seu bico para começar atacar seu adversário sem parar então ele voava em direção de Aero enquanto isso Aero fazia o mesmo voando em direção de Fearow. O pássaro preparava para começar atacar e então rapidamente o corpo de Aero começava a ficar duro superando até o aço e em seguida batia de frente com seu adversário o fazendo tomar um dano absurdo junto com a dor em seu bico que parecia ter rachado".
 
– Ignore os ataques deles, Giga Impact! – eu dizia.
– Fuja dele com seu Agility, vamos lá – dizia o Rocket.
"Aero descansava recuperando um pouco de suas energias durante alguns minutos e rapidamente começava a concentrar uma grande energia dentro de seu corpo em seguida o a trazendo para fora com uma coloração alaranjada, Fearow voava de um lado para o outro indo o mais longe possível fugindo de seu oponente, mas Aero logo com seu ataque já pronto dava um alto rugido e voava em direção de Fearow conseguindo superar a velocidade de seu adversário e em seguida o atingindo com um impacto contra o chão".
 
– Ele está bem cansado agora é nossa hora... Aerial Ace! – dizia o Rocket.
– Rock Slide... O atinja antes de ele chegar perto de você – eu dizia.
"Fearow começava a planar pelos céus prontos para uma boa hora esperando seu adversário vacilar, como seu mestre tinha tido ele via que Aero estava sem energias e então se disparava em direção de seu adversário em seguida com suas asas já endurecidas tentava atingir Aero e conseguia com sucesso, mas logo as rochas começavam a cair do céu em direções aleatórias longe de Aero e rapidamente algumas atingia Fearow o deixando bastante ferido".
 
– Vamos lá, dessa vez gele suas asas... Ice Fang – eu dizia.
– Tente assusta-lo com seu Leer – dizia o Rocket.
"Aero batia suas asas saindo do solo do prédio em seguida afastavam um pouco de seu inimigo e então via que ele começava encara-lo e ele se sentia incomodado e esperava ele parar. Fearow cansava de encara-lo então Aero partia para a batalha e então abria sua boca e como antes uma fumaça gelada saia em seguida dava uma abocanhada nas asas de Fearow isso congelando uma boa parte fazendo o perder equilíbrio e cair no lado do Rocket".
 
– Fique ai parado espere ele se aproximar e o atinja com Pluck! – dizia o Rocket.
– Não se aproxime dele, Ancient Power – eu dizia.
"Fearow não aguenta voar pois apenas lhe restava uma asa boa, mas ele poderia atacar com ela e então ela começava a brilhar esperando pelo seu adversário. Mas Aero apenas iria se afastando de seu adversário e rapidamente mandava uma grande quantidade de energia em Fearow e no mesmo o acertando e o incapacitando de andar".
 
– Não espere a ordem de nosso adversário... Sky Drop! – eu dizia.
"Sem esperar as ordens do Rocket Aero rapidamente voava lentamente em direção de Fearow sem preocupar com nada já que seu inimigo estava bem ferido, ele agarrava o corpo do pássaro com suas pernas e então carregava ele até o alto em seguida o agarrava e voava em direção do chão com seu corpo girando e então colidindo a cabeça de Fearow com o chão e então o fazendo desmaiar".


Wins
 
Olhava para baixo e via que o helicóptero que recuado por causa de nossa batalha voltava, e rapidamente eu virava meu rosto em seguida pegava minha mochila e de lá eu pegava minha mascara para não descobrirem meu rosto.
Então eu rapidamente me aproximava de meu Pokémon para ver se ele não tinha graves arranhões e então eu sorria para ele enquanto passava a mão em suas costas e dizia me apresentando.
 
– Olá... Sou Lauts, serei seu novo mestre – dizia com um sorriso.
 
De repente o povo que estava dentro do helicóptero começava a gritar e apontando atrás de mim e então de repente eu me virava e dava de cara com um Rocket, enfim eu tinha apenas pegado três deles e já tinha me esquecido que tinha 5 contando com o líder e logo iria me afastando quando de repente ouvia um disparo que atravessava meu estômago... Minha vista iria ficando escura, quando perdia controle do meu corpo e caia ali no chão.

COMENTÁRIOS

Coloquei um requisito pois tem algumas partes que acontece algumas partes violentas e talz... Eu farei a segunda parte por isso que o anime termina ai, ainda tenho muito a fazer na Segunda Parte ^^ Mas demorarei um pouco para postar já que estou sem tempo..


Thanks Tess


Narrador
avatar
Idade : 16
Data de inscrição : 16/01/2016
Número de Postagens : 52

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Sayu em Dom 07 Fev 2016, 15:10
Válido
Treino
3 Stars


Pontos Positivos
História envolvente
Batalha bem descrita

Pontos Negativos
Falta de concordância em grande parte do texto, tirou bastante concentração da história.


Administradores
avatar
Idade : 19
Data de inscrição : 30/12/2015
Número de Postagens : 140
Localização : SC-Brasil

Ver perfil do usuário http://poketalles.rpgdynasty.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Justice is dirty | 正義が汚れています
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum